terça-feira, 23 de março de 2010

ATENÇÃO - IRREGULARIDADES 2


Venho mais uma vez comunicar um fato que acho ser de interesse de todos os praticantes de Ninjutsu Bujinkan.

Algumas pessoas estão ensinando sem autorização da Bujinkan Honbu Dojo Japão (sede). O fato acontece em alguns estados do Brasil, especificamente na região nordeste, em Arapiraca/AL (aulas ministradas na Academia Long Fu - Dragões de Fogo, na rua Bela Vista - 507, bairro Brasília), em Recife/PE (aulas ministradas na Associação de Aikido do Recife, localizada próximo a Caxangá - Cordeiro) e em Jaboatão/PE (R. Vila Rica, 99, Vila Rica). Os pseudo-instrutores nesses locais não estão de posse de documentação legal.

Praticantes com graduação de Kyu (abaixo de faixa-preta) ou "supostos instrutores" estão ensinando sem a devida documentação emitida pelo Honbu Dojo. E o pior é que muitos destes estão sendo apoiados por instrutores em nível de dan. Isso é ilegal perante a Bujinkan Dojo. Documentação de faixa-preta impressa e comercializada por instrutores é ilegal, pois isso fere os princípios da Bujinkan Dojo.


Buffu Ikkan!

ATENÇÃO - IRREGULARIDADES


Olá a todos!

Venho comunicar que infelizmente as irregularidades referentes a "representatividade do verdadeiro Ninjutsu" ainda ocorrem no pais.

Bom. Serei breve. Creio que muitos instrutores de Ninjutsu Bujinkan estão agindo de forma não tão honrosa para ser mais brando em minha colocação. Falo da famosa "representatividade" que muitos ainda proclamam. Anunciam de maneira como se fossem "donos" do verdadeiro Ninjutsu, seja Bujinkan ou não. Acredito que para uma pessoa poder representar um Dojo numa determinada região e tornar-se portanto um instrutor, é preciso no mínimo haver três pontos fundamentais, são eles:

a) Filiação;
b) Conhecimento;
c) Experiência.

Seguindo essa lista veremos que trata-se de um processo normal, natural. Caso haja alguma deficiência em alguns destes itens o ensinamento será falho e seu receptor será prejudicado. Minha preocupação é quando esses três pontos importantes não são seguidos. Mas aí, alguém poderá perguntar - Como assim? E já respondo dizendo. É simples.

Sem filiação o indivíduo não poderá ter a documentação necessária que comprove seu treinamento e consequentemente seu conhecimento e experiência. Além disso, o aluno deve ter uma filiação até mesmo para manter-se atualizado. Outra coisa muito importante nisso é que sem a documentação emitida corretamente por uma entidade real, haverá apenas um charlatão ensinando. Podendo trazer riscos reais para aqueles que o segue.

Sem conhecimento necessário e seguindo o fluxo normal ou natural da vida, apenas existirá uma coleção de técnicas e sem fundamento algum. Sensei Juan Manuel Gutierrez me disse que "o mais importante é entender a essência que existe em cada técnica individual. Não se deve colecionar técnicas como muitos fazem.". Esse tipo de conhecimento segue uma linha que não pode ser "desviada", a linha do tempo. O tempo é na verdade um estado que trará a experiência que o praticante precisa de acordo com um determinado momento ou situação e este não pode ser abreviado de forma irresponsável.

Darei um pequeno exemplo disso.

Suponhamos que exista a seguinte situação. Você está procurando se especializar em sua área ou começar um novo curso para agregar em seu currículo. Então você segue os passos normais. Se dirige ao local onde se pretende fazer a matrícula, mas antes disso terá de obter maiores informações sobre o que está procurando. Então você descobre que aquele curso é o curso de sua vida, pois você esperou tanto por esse momento. Ok. Tudo bem até aí. Você faz sua matrícula e começa a frequentar as aulas normalmente. Mesmo notando que o professor é um tanto novo demais para estar lá na frente ensinando ou que este não passa tanta credibilidade, mas você não liga tanto pra isso. Afinal de contas é só um curso e a escola não poderia mentir. Até porque existem muitos gênios em todas as áreas nos dias de hoje. Seguindo em frente... Você conclui seu curso em 8 meses. Ótimo! Só que tem um pequeno problema - O certificado que você recebeu não tem validade alguma. Além disso, você recebe a notícia que o professor que ministrava as aulas na verdade também não é certificado por nenhuma entidade, e que inclusive, este não completou seu curso, mas a escola que você cursou o recebeu como professor.

Então chega o momento de saber. O que você fez durante esse tempo que passou? Absolutamente nada. Apenas fingiu estar aprendendo algo com alguém que não preencheu os requisitos principais ditos anteriormente - Filiação, Conhecimento e Experiência. E se aprendeu algo, quem lhe dirá que, o que aprendeu estará correto? Seu certificado não tem validade. E agora? Ah... mas existe uma outra possibilidade. Seu professor poderá lhe dar uma carta de indicação, claro. Mas, e se por algum motivo você e seu professor não tiverem mais contato? E se seu professor não tiver um histórico de aprendizagem? Bom. Creio que já deu para imaginar o que pode ou não acontecer.

E outra coisa que ia esquecendo de mencionar também é que muitas e muitas vezes os instrutores de artes marciais "nascidos" através dessa forma, diga-se de passagem "aleijada", ainda exercem suas funções e o que é pior, sem didática alguma e os mesmos são iludidos por seus próprios instrutores. Até porque, ninguém a essa altura quer levar a culpa sozinho, claro.

Com esse post eu quero registrar meu repúdio a esses que se dizem instrutores de artes marciais, especificamente os que se intitulam "representantes" de um sistema ou estilo marcial. Infelizmente, o mesmo ocorre com o Ninjutsu.

O que temos que fazer é simples. Temos que pedir sua documentação que deve haver uma filiação comprovada internacionalmente e não apenas nacionalmente. Assistir se possível várias aulas e aulas de outros dojos, ou procurar saber sobre a existência de outros.

Gente! Afinal de contas o GOOGLE está aí para isso! Não seja lesado!

Permanecer no erro é burrice.


Abraço a todos!


Busca

Carregando...

WARRIORS MAGAZINE - 武 道

Seguidores

Receba por E-mail

Digite seu E-mail:

por FeedBurner